Testemunhos

Pois é, o Cortejo do passado dia 11 de Fevereiro demonstrou, mais uma vez, originalidade na forma como procura integrar-se no Projecto Educativo da Escola.

Todos muito bem ensaiados e organizados, mostraram-se à comunidade e mereceram, por coincidência ou não, a presença do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Dr. Guilherme Pinto.

As fantasias foram variadas, primando algumas por um apurado sentido estético na sua concepção e realismo e, outras, pelo original sentido de grupo: ficou na retina o bando de pinguins que marcharam certinhos e sem nunca se perderem!...

À semelhança de anos anteriores, realizou-se também, uma vez mais, a edição 2010 do “Cortejo Alternativo” de pais, familiares, amigos e outros que tais – que apesar de tudo não ensombraram o Cortejo principal.

Parabéns a professores e auxiliares pela forma discreta como organizaram e acompanharam o desfile e, no caso particular do 1.º ano do 1.º Ciclo, à “Capitã Gancho” pela forma como apoiou os “meninos perdidos”…

Pai do Gilberto, 1.º ano
Publicado em 2013-08-22

O Cortejo de Carnaval do Externato S. João Bosco foi um evento bem organizado, juntando a diversão à imaginação.

É um orgulho ver desfilar, numa das artérias mais emblemáticas da Cidade de Matosinhos, as nossas criaturas marinhas, abelhinhas e outras figuras do imaginário infantil.

A opção de fantasiar os alunos com os temas do «Projecto Escola», demonstra ser uma boa opção pedagógica. Estimula a imaginação na criação da personagem e une filhos aos pais na elaboração do traje.

A mobilização dos transeuntes para assistir ao evento, prova que o resultado final é muito original e interessante, marcando a diferença com os desfiles tradicionais.

Mãe do João (1.º ano)
Publicado em 2013-08-22

Tal como nos outros anos, o Cortejo do Externato S. João Bosco trouxe alegria, bom gosto, beleza e convívio!

A quinta-feira que antecede o Carnaval é uma data muito especial para todos: alunos, professores, funcionários e, é claro, também para os pais que nunca faltam a este acontecimento na vida dos seus filhos. O dia anterior é sempre um pouco “stressante”. Todos querem que tudo corra bem. Eu, como mãe, peço sempre a Deus para o tempo estar bom e os meninos não apanharem frio. Devemos ser muitos a pedir, pois Deus tem-nos ouvido sempre e, mais uma vez, neste Carnaval, até o Sol fez questão de estar presente!

Tantas máscaras, tão bonitas! Tantos meninos, tão divertidos! Tantos pais, tão babados! Tantos professores e alunos e funcionários, tão bem fantasiados! Tanta criatividade, com tanta simplicidade e beleza! Tanta boa disposição, que toda a Brito Capelo pára para nos ver! Até o Metro vem ver o Cortejo e, nem os Srs. Polícias faltam à festa! Melhor é impossível!!!

Mãe da Ana I. (1.º ano), Ana B. (4.º ano) e Helena G. (8.º ano)
Publicado em 2013-08-22

Carnaval é tempo de folia, brincadeira e diversão.

Mais uma vez, as nossas crianças percorreram a rua Brito Capelo, onde exibiram os seus trajes e as máscaras das fantasias carnavalescas. Com o tema da Biodiversidade como ponto de partida, foram muitas as espécies animais que responderam à chamada e saíram à rua: pinguins, leões, abelhas, ...

Foi um cortejo multicolor e diversificado, que proporcionou um dia divertido e alegre.

Mãe da Ana Catarina - 2º Ano
Publicado em 2013-08-22

O cortejo de Carnaval esteve enquadrado com o tema do projecto da escola, na medida em que representava os vários ecossistemas desde o reino vegetal ao animal, com mensagens apelativas à preservação da biodiversidade.

Mãe do Bernardo - 2º Ano
Publicado em 2013-08-22

Aproveitando o bom tempo que inesperadamente nos brindou nessa quinta-feira de manhã, o cortejo saiu numa azáfama habitual que parecia mais uma preparação para uma parada militar com os militares vestidos de ambientalistas e com os coronéis femininos a marcar o ritmo.

Notou-se a preocupação ecológica logo no primeiro cartaz “Viver melhor na terra preservando os ecossistemas”, embora achamos que muitos dos passantes ou mirones não deviam fazer a menor ideia do que seria um ecossistema, mas as crianças que iam a seguir ao cartaz faziam esquecer quaisquer dúvida da primária. Afinal eram pequenos seres frágeis que representavam outros ainda mais pequenos e ainda mais frágeis vistos à nossa escala. Por muito que envelhecemos ficamos sempre com a noção de ternura quando falamos ou vemos joaninhas ou pintainhos tão fofos...

Embora sabendo de antemão que as escolas estão a criar temas ou ambiente temáticos que são sustentados e aproveitados durante o período lectivo, este ano achamos curiosa a consolidação dos trajes em grupos semelhantes e nalguns casos quase idênticos (abelhas, pinguins) que conduzem a sensação de equipa ou de módulo de um conjunto maior.

Faz lembrar um pouco os corços brasileiros que através de sub-conjuntos representam na passagem um todo ou uma história. Este ano tivemos a sorte, tal como outros pais, de comprar um fato à medida e de não termos de inventar uma farpela oriunda da imaginação de uma “suposta mente destorcida que gosta de ver os pais sofrer semanas antes do Carnaval”. Na realidade, ficamos mais livres para admirar o conjunto e não apenas um em particular.

Assim, e falando mais do Francisco gostamos de ver a progressão das abelhas para as flores e finalmente a importância mais imediata para o homem na forma do apicultor. Demonstra uma abordagem “economicista” mas é tão válida como a ligação à floricultura ou à abordagem mais verde da polinização pura e simples e à conservação e proliferação de inúmeras flores. Notou-se que a rainha da colmeia estava de vez em quando com problemas para manter as suas obreiras focadas no decorrer do cortejo, mas com flores tão bonitas e traquinas atrás qual é a abelha que resiste…

Ficamos admirados com o contraste dos grupos posteriores, embora a referência ao nosso folclore seja sempre bem-vindo. O último pareceu-nos aquele que a priori estava a destoar mais, mas reconhecemos que não vimos o cartaz, daí a nossa dificuldade na apreciação e rotuAchamos importante que a segurança do cortejo fosse desde o início uma preocupação relevante, até pela constante passagem do metro. É impressionante o número de vez que ele passou e quando necessitamos de um parece que nunca mais chega. Creio que o “Greenpeace” foi muito importante, não pelas travessuras que os originais criam para chamar à atenção, mas mais pelo apoio logístico de suporte aos pequerruchos que ficam cansados muito rapidamente, especialmente no fatídico regresso à escolinha.

Um ponto a melhorar, mas não dependente exclusivamente da escola, é a invasão desmesurada de alguns pais ao espaço reservado às crianças durante o cortejo que cria um risco de segurança (embora sempre com a vigilância de alguém da escola) e um corte na fluidez do cortejo para além de afectar os mais pequenos. Afinal onde é que já se viu as famílias irem para o meio da parada militar dos tropas quando eles estão a marchar? Aqui a marcha é a brincar mas deveria ter muito dos mesmos princípios até para ser uma marcha fluida, homogénea e bem visível para todos.

Pais do António Francisco - 3º Ano
Publicado em 2013-08-22

A alegria e a cor enchem a Rua Brito Capelo, Matosinhos fica mais alegre. É uma festa temática de rua onde todos festejam o seu próprio mundo e a fantasia de um Mundo melhor.

O desfile de Carnaval do Externato São João Bosco é também uma festa da família, onde todos contribuem para um resultado fantástico, por vezes até emocionante.

Com o calor humano que se vive no desfile não importa que não se consigam as melhores fotografia.

Mãe do António Pedro - 3º Ano
Publicado em 2013-08-22

O desfile deste ano teve muita cor e alegria.

Estavam bem representadas as várias formas de vida existentes na Terra e no Mar.

As professoras e educadoras mostraram, mais uma vez, que conseguem ter ideias giras e ao mesmo tempo passar a mensagem do Projecto Educativo “Viver melhor na Terra preservando os Ecossistemas”.

Foi um dia divertido que juntou a brincadeira de Carnaval, com a preocupação que há desde muito cedo em incutir nas crianças a responsabilidade de preservar o nosso Planeta.

Mãe da Sofia Gomes - 3º Ano
Publicado em 2013-08-22
BARCELONA APARTMENTS EMPRESA SEO ESTUDAR EM ANGOLA